quarta-feira, 27 de junho de 2012

Dark Shadows a.k.a. Tim Burton tentando voltar a ser o que era

  Por muito tempo eu considerei Tim Burton como meu diretor favorito. Hoje em dia eu nem digo tanto, mas alguns de seus filmes, definitivamente, estão entre os meus preferidos. O problema é que ele passou por uma fase meio... conturbada e nessa fase surgiram filmes como Sweeney Todd (que se tiver passado eu assito) e Alice (que se tiver passando eu jogo algo na TV). Muitos questionaram a criatividade e competência de Tim e ficamos um tempo sem ver filmes dele no cinema.
  Hoje eu assisti o "Dark Shadows" (nunca lembro de como ficou o nome em português, perae... "Sombras da Noite") e um dia desses li um artigo que era mais ou menos "como reconhecer um filme de Tim Burton". Relacionando o artigo com o filme temos: protagonista awkward, pálido, de cabelos pretos [x] checked, mocinha pálida de olhos grandes [x] checked, roteiro pseudo-gótico [x] checked, Helena Bonham Carter [x] checked. Tudo isso pra sinalizar que talvez tenhamos o nosso bom e velho Tim de volta (:
  Antes de qualquer coisa vamos à história. Barnabas Collins, lá em 1760 1700 e bolinha dá um fora em uma mulher porque estava apaixonado por outra, mas essa mulher por acaso era uma bruxa que aconteceu de amaldiçoá-lo há controvérsias transformando-o em um vampiro e prendendo-o em uma caixão. Ele fica lá por dois séculos até conseguir se soltar e se vê solto haha só no trocadilho nos anos 70. Lá resolve ir até à casa mansão de seus ancestrais e conhece sua família moderna, normal como qualquer personagem de Tim Burton. O problema é que nossa querida bruxinha também está na modernidade e continua uma maluca obcecada por Barnabas e acontece mais um bando de coisa que é tudo spoiler.
Eu disse... Tudo maluco!
  A primeira coisa que eu falei quando terminou o filme foi: a história é tão previsível que parece que fui eu que escrevi. Não que isso seja uma coisa necessariamente ruim, até porque "Dark Shadows" marca muito mais por cenas isoladas do que pelo todo. O filme traz toneladas de personagens bizarros, cada um mais maluco que o outro, que juntos criam umas cenas hilárias (principalmente quando todos os personagens em cena resolvem fazer cara de WTF). Aliás, como era de se esperar, "Dark Shadows" não é um terror nem nada, mas sim o clássico humor negro burtoniano com um arzinho britânico e muita sátira aos filmes de terror de série B, além de muita referência aos anos 70 - e momentos super engraçados com os personagens recitando canções como se fossem poemas -, e as clássicas piadas do contraste entre a época de Barnabas e a época atual e participação especial do Alice Cooper the ugliest woman I've ever seen (que rende umas das melhores piadas). 
Coisa que vampirinho Edward não faz :x
  Os atores estão muito bons e acertaram o timing direitinho, e o filme se segura praticamente por causa deles, porque de roteiro mesmo é bem fraquinho. Talvez a intenção fosse fazer algo mais manjado mesmo pra satirizar ainda mais, mas nem sempre funcionou, deixando a história meio cansativa em alguns momentos... Eva Green está ótima como Angelique, a bruxa ciumenta e psicótica, Helena = DIVA, Chloe Moretz (a amiguinha do Hugo Cabret) mostrando que devemos prestar atenção nela porque a menina tem muito potencial, e PASMEM Johnny Depp sem exalar "Jack Sparrow" a cada segundo em cena.
"WTF"
  No final, posso dizer que "Dark Shadows" é como uma mistura de "Beetlejuice" e "A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça". Não chega a ser genial como trabalhos mais antigos do Tim, mas, tirando uns probleminhas de ritmo e o final meio capenga, diverte demais quem gosta desse estilo comédia fantasiosa de humor negro e ainda deixa a impressão de que Tim Burton está no caminho certo para voltar a ser o que era. Dá pra ver que esse é exatamente o tipo de filme que ele se sente confortável fazendo.


P.S.: "Dark Shadows" é tipo um remake de um remake. Tinha uma série nos anos 70 e depois rolou uma outra nos anos 90. Isso explica MUITA coisa.

3 comentários:

  1. Discordo quanto aos personagens serem o melhor do filme, achei eles a pior coisa. Do tipo que o Tim queria que eles fossem tao caricatos que acabaram perdendo a graça (teve umas horas que eu tava rindo de constrangimento com a atuaçao da Michele Pfeifer aheuiaeh). Achei o Johnny com resquicios do Jack sparrow tambem, o jeito de falar e as caras WTF iguaizinhas as do jack...:/ acho que ele se apaixonou pelo personagem e incorporou pra vida.
    O roteiro é bem ruim mesmo e se perde nas funçoes de cada personagem (alias, tem personagem demais ali...aquele tio por exemplo, bem desnecessario. O menininho tb, que importancia ele tem pra trama?) a menina que parecia q ia protagonizar alguma coisa é simplesmente esquecida no meio, sem falar nas motivaçoes nada a ver dos personagens (e o amor repentino e nada convincente do barnabas com a guria la...).

    Enfim, tudo isso poderia ter sido amenizado se o filme tivesse mais piadas boas e mantivesse o clima legal dos anos 70. Mas infelizmente o Tim resolveu colocar mais uma vez um climax ruim cheio de CG bobo. É né... :(
    Mas tem algumas piadas boas sim, the cooper woman, hippies, etc

    ResponderExcluir
  2. Eu não disse que os personagens eram o melhor do filme, e sim os atores. Mas mesmo assim gostei dos personagens, mas é mais nostalgia de quem amava ver as bizarrices em Beetlejuice, Edward Mãos-de-Tesoura, etc. É a mesma coisa, uma bando de neuróticos sem muitas razão.

    Sobre o Jack Sparrow, eu acho que a gente confunde muito a cara de sem noção que o Johnny Depp faz com a cara do Jack Sparrow, justamente por ser o personagem mais famoso. Mas se a gente for ver lááá no Ichabod Crane, em Sleepy Hollow, ele faz umas caras parecidas. Talvez Edward seja o que mais diferencia. Mas em Dark Shadows tinha resquícios de Jack Sparrow, tinha, mas não tanto como no Chapeleiro de Alice, por exemplo.

    Sobre o roteiro, eu preferia que eles tivessem pegado esse, amassado e jogado no lixo IOHFIOGHFDSIOGHFIOGFHGIO Mas continuo achando que se os atores não tivessem timing a coisa ia ficar bem pior nessas cenas legais que eu mencionei. E anos 60/70/80 são sempre uma boa solução se vc quer bizarrices fáceis (:

    ResponderExcluir
  3. sim, tinha menos jack sparrow aqui que em alice. Mas parece q depois de piratas do caribe o johnny nunca mais atuou como antes. Olha q eu ja vi mais de 30 filmes dele, e ele costumava ser bem mais versatil. :/
    os atores sao bons sim, menos aquela menina lobisomen q so fazia careta

    ResponderExcluir